O HOMEM SEM MÁSCARA


Um homem desceu do bonde sem máscara.

Rapidamente todos os transeuntes começaram a reclamar e, logo a seguir, começaram a insultar o homem sem máscara.

Durante um bom tempo o homem sem máscara permaneceu imóvel, encostado num poste, ouvindo o bando de impropérios.

Houve até quem pensou em dar uns empurrões no homem sem máscara, mas a coragem pifou.

Certa altura, alguém observou que o homem sem máscara não havia feito nada de errado.

Pois como poderia alguém sem face ter feito algo de errado por não usar máscara?

Então deixaram o homem sem máscara em paz, que foi embora caminhando lentamente e olhando ninguém sabe pra onde.

Felix Rego - diretor da Aranha Marrom